Sugo alla Siciliana - 400g

Idealizado em colaboração com o grande Chef três estrelas Michelin Heinz Beck, no “Molho com Azeitonas” da De Cecco, você encontra o melhor das azeitonas verdes e pretas, que se combinam com o genuíno óleo extra-virgem de oliva e o sabor fresco do tomate italiano. A De Cecco não utiliza conservantes nem colorantes, para conservar intactos todos os aromas autênticos das matérias-primas usadas. Experimente com os Fusilli De Cecco Disponível em embalagens de 200 g e 400 g.

Sugo alla Siciliana - 400g
play

O nosso método

Atenção, cuidado, experiência, qualidade em todas as fases: de nosso moinho até a sua mesa.

A seleção do grão

A escolha de excelente matéria-prima é o primeiro passo, e o mais importante, para criar uma massa única.
grano

A moagem

Somos moleiros a quase dois séculos: em 1831 Don Nicola De Cecco produzia no seu moinho a “melhor farinha do município”. Ainda hoje moemos todo o grão no moinho ao lado da fábrica de massas, que está sempre envolvido por um intenso e delicioso perfume.
molitura

A massa

A água fria e a massa em uma temperatura inferior a 15 graus: dois detalhes que permitem obter uma massa que respeita a matéria-prima.
impastamento

A estiragem

Se graças à estiragem a massa toma forma, é o o processo difícil que dá a nossa massa a porosidade única capaz de reter todos os temperos. Esse é um dos procedimentos específicos que escolhemos preservar e defender. Com muito orgulho.
trafilatura

A secagem

Um outro segredo de nossa massa é a secagem lenta e em baixa temperatura. É o nosso modo de preservar intactas as características organolépticas do grão.
essiccazione



Também poderia interessar a você

Ragù alla Bolognese - 200g

O "Molho Bolonhesa" da De Cecco foi criado em colaboração com o grande Chef Heinz Beck, três estrelas Michelin, e é feito usando a simplicidade original da receita: o azeite extravirgem é adicionado a uma rica mistura de cebola, aipo, cenoura picados e uma seleção de carne moída de novilho chamada Vitellone Bianco dell’Appennino Centrale IGP, pá suína e bacon, em seguida, a polpa e o extrato de tomate rigorosamente italiano. O nome “Vitellone Bianco dell'Appennino Centrale IGP” tem um significado rico de conteúdos: - "Vitellone” ou novilho, porque esse termo sempre foi usado na Itália central para se referir ao gado de corte com idade entre 12 e 24 meses; nessa idade a carne das raças Chianina, Marchigiana e Romagnola permanece tenra, com alto teor de proteínas e baixo teor de colesterol, além de ser muito magra - "dell'Appennino centrale" é a indicação de origem, porque essa é a área onde, tradicionalmente, o gado das raças Chianina, Marchigiana e Romagnola é criado há mais de 1500 anos, alimentando-se de feno e forragens provenientes exclusivamente da área típica, o que confere à carne sabores únicos e característicos; - IGP porque é uma Indicação Geográfica Protegida, ou seja, uma certificação emitida pela UE sobre a qualidade de produtos típicos com base numa especificação de produção rigorosa que regula toda a cadeia de produção. Os animais são criados principalmente de forma extensiva, com amplo uso de pastagens (especialmente nos primeiros meses de vida), especialmente em áreas marginais, contribuindo para sustentar o território e o ambiente típico das colinas e montanhas dos Apeninos centrais e a proteger a história e tradições centenárias das realidades rurais da Itália central. Molho Bolonhesa De Cecco, agora ainda mais único!
Descubra mais